WhatsApp: correntes dizem que Pokémon GO é feito pelo Capiroto ou pela CIA

Geral

A não ser que você que você esteja completamente afastado de todas as fontes de notícia no último mês, certamente já ouviu falar sobre Pokémon GO, que foi lançado na quarta-feira passada (3). Desde a estreia do app, muitas histórias malucas (e verídicas) surgiram por aí, como o jovem que morreu durante a jogatina ou a canadense que atirou contra jogadores. Contudo, estão circulando algumas correntes no WhatsApp que apresentam umas teorias bem peculiares.

Se você faz partes de muitos grupos do comunicador, provavelmente já se deparou com algumas dessas mensagens recentemente. A primeira delas é um pouco paranoica e diz que Pokémon GO é um instrumento da CIA para o governo norte-americano monitorar a vida dos cidadãos, enquanto a segunda diz que o game é uma ferramenta do próprio Capiroto para alienar os seguidores de Deus.

Mãe, virei famoso

Vamos para a primeira corrente, que você observa na imagem abaixo. Há muitos argumentos (dez deles) para justificar que a Niantic trabalha em conjunto com órgãos governamentais estadunidenses para repassar dados de usuários. De acordo com a descrição, o app tem acesso a muitos dos recursos do seu smartphone (incluindo dispositivos USB que estiverem conectados ao seu celular).

WhatsApp correntes dizem que Pokémon GO é feito pelo Capiroto ou pela CIA

Corrente número 1

Apesar de contar com boas fonte e, de fato, o jogo utilizar recursos do seu smartphone, trata-se de uma permissão bem comum em diversos títulos e apps, incluindo o Facebook e outras redes sociais, que teriam o mesmo nível de acesso às suas informações pessoais. Considerando que é possível desligar o modo AR (realidade aumentada que usa a câmera) e que os servidores mal dão conta de ficarem estáveis com os atuais dados do game, quem dirá com o upload constante de informações e fotos (que seriam demonstrados no uso de dados do aplicativo, que é baixo).

Na casa do Senhor não existe Satanás! Xô, Satanás!

A segunda corrente é de teor religioso e conta com muitas falhas de informação, além de teorias bem mais absurdas. Segundo o relato, Pokémon GO serviria como uma ferramenta do Demônio para afastar os jovens do caminho de Deus e promove lutas em igrejas com monstros virtuais, conforme você confere na figura abaixo (um print da mensagem).

WhatsApp correntes dizem que Pokémon GO é feito pelo Capiroto ou pela CIA

Corrente número 2

 

Além disso, a pessoa que redigiu a corrente diz que o game transformará as crianças em zumbis, que nem conseguirão dormir por causa das visões de “monstros” – como a feroz e temível Clefairy. O autor também comenta que Pokémon quer dizer “demônio de bolso” (na verdade, é Pocket Monster) e que Pikachu é a tradução de “demônio destruidor”. E aí, já recebeu algumas dessas mensagens?

 

Fonte: Tecmundo