Porque limitar a internet é um retrocesso?

Tecnologia

Você se lembra de que há alguns anos tínhamos dificuldades para obter informações e também para se comunicar? Pois é. As informações eram obtidas através dos noticiários da TV; do rádio; e do jornal impresso. Para se comunicar, a longa distância, tínhamos que realizar ligações a preços abusivos ou enviar cartas pelos correios.
O tempo passou, os preços abusivos continuaram, e alguns ainda gostam de enviar cartas. Mas, vamos aqui falar da nossa querida e amada internet, que está sendo ameaçada e isso irá afetar diretamente nossa vida.
Hoje temos várias operadoras que fornecem o serviço de internet banda larga no nosso país, com um preço salgado, e com uma qualidade abaixo do esperado.
A internet abre as portas para um mundo de oportunidades, de conhecimento e interação social. Hoje, com os avanços dos serviços de STREAMING e aplicativos, temos uma vasta opção de uso desta importante ferramenta, que é indispensável para a sociedade.

No meu caso, além de utiliza-la para ver vídeos no YOUTUBE e NETFLIX, ela também é minha ferramenta de trabalho, de estudo e comunicação.
Quando pensávamos que as coisas estavam indo “super bem” com tantos avanços no mundo da tecnologia, literalmente “caímos do cavalo” com uma baita surpresa desagradável. A atual proposta de limitar a internet fixa está contraria o Marco Civil da Internet, pautada na lei 12.965/14. Esta lei deixa claro que a internet é direito de todos e que uma operadora de telecomunicações pode somente interromper o acesso de um cliente à Internet caso o mesmo deixar de pagar a conta.
Após o anúncio de algumas operadoras sobre a medida, várias pessoas e movimentos se uniram contra este retrocesso.

Você que é contra a limitação dos dados, veja como apoiar:

  • Pesquise e debata sobre o assunto.
  • Manisfeste-se nas redes utlizando a hastag #internetjusta
  • Siga a  Página Movimento Internet sem Limites , nela você encontrará informações e modelo de petições para colaborar com o movimento.
  • Acompanhe e opine nas discussões no Portal e-cidadania, do Senado, referente a proposta que que visa “Proibir, expressamente, o corte ou a diminuição da velocidade por consumo de dados nos serviços de internet de Banda Larga Fixa.”

Vamos fazer nossa parte!

Fonte: Blog do Adalberto Félix