Por força de Liminar, vereadora cassada em Luziânia, será mantida no cargo até julgamento final

Política

Por força da liminar concedida pelo juiz relator do Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO), Luciano Mtanios Hanna, a vereadora Ana Lúcia (PSDB), garantiu o exercício do respectivo mandato eletivo.

Com isso, os efeitos da cassação do diploma de vereador, por captação ilícita de sufrágio (compra de votos) e abuso de poder econômico, acabou sendo anulada.

A referida liminar foi concedida nesta quarta-feira (28) e garantirá a mesma a sua permanência no cargo até julgamento final.

Procurada pelo Blog do Hudson Cunha a tucana falou sobre o termo de posse assinado nesta terça-feira (27/6), onde de acordo com o documento o suplente de vereador Denis Meireles assumiria a sua cadeira na Câmara Municipal de Luziânia (CML). “A sede de me derrubar é grande demais. Mas Deus não desampara os seus e a luta continua o processo não acabou”, disse Ana Lúcia.

Nas redes sociais a parlamentar fala sobre a liminar concedida pelo TRE-GO.

O vereador e presidente da CML Murilo Roriz (PSD) se manifestou. “Conforme já esperava, a vereadora Ana Lúcia conseguiu liminar para sua permanência no cargo enquanto recorre ao TRE. A liminar é contra a decisão da juíza e nada tem a ver com a Câmara Municipal de Luziânia. Assim que a Câmara for notificada cumpriremos a determinação judicial, conforme determina a lei. Vamos aguardar,” disse Murilo Roriz.

Da redação