Novo Gama: Defesa da Mulher e Diversidade Social participa de ato que cria a Delegacia de Repressão

Política

Hoje, dia 21 de janeiro, é comemorado o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa. A data foi instituída em 2007, a fim de assegurar a liberdade de culto e expressão a todas as etnias.  

Cunha Jornalista Hudson (2)Para celebrar a data, o Delegado Nacional das Comunidades de Matriz Africana, Adaildo Lopes, através da Secretaria Municipal de Defesa da Mulher e Diversidade Social do Novo Gama, participou do ato público de assinatura do decreto que cria a Delegacia Especial de Repressão por Discriminação Racial Religiosa ou por Orientação Sexual, ou contra a Pessoa Idosa ou com Deficiência.

A solenidade aconteceu na manhã desta quinta-feira, no auditório do Salão Branco do Palácio do Buriti, em Brasília.

“A criação desta Delegacia é muito importante para todos nós. Pois até então, não tínhamos onde reclamar. Ela será efetiva contra toda a violência e intolerância aos negros; idosos e homossexuais. São anos de conquista. Dia 21 de janeiro, foi à data que uma zeladora e seu marido foram agredidos. Ela por causa dos ferimentos veio a falecer. Então o Governo Federal, decretou esta data como Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa,” disse Adaildo Lopes.

De acordo com Secretaria Municipal de Defesa da Mulher e Diversidade Social, o evento se estenderá ao longo do dia, confira:

  • Assinatura do protocolo de intenções entre o Governo do Distrito Federal e a Fundação Cultural Palmares. O evento será às 16h, na Secretaria Direitos Humanos da Presidência da Republica (SDH), no edifício Parque Cidade (em frente ao Nicolândia Park).
  • Assinatura do Pacto pela Liberdade Religiosa e Laicidade. A solenidade acontecerá às 19hs, na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF) no Auditório, no seguinte endereço, SEPN 516 bloco B, lote 07 – Edifício Maurício Correia.