Moro diz que não há indícios que Dilma tenha agido “de forma inapropriada”

Política

Após divulgar interceptações telefônicas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente Dilma Rousseff (PT), O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos julgamentos da Operação Lava Jato, afirmou que não há comprovação que os

envolvidos tenham agido “de forma inapropriada”. “Em alguns casos, sequer há informação se a intenção em influenciar ou obter intervenção chegou a ser efetivada”, observa o juiz, segundo publicação do G1.

Em documento divulgado nesta quarta-feira (16), foram reveladas conversa gravadas pela Polícia Federal que incluem diálogo com a presidente Dilma Rousseff, que o nomeou como ministro chefe da Casa Civil.

 

Fonte: Metro 1