Horário de verão começa no domingo em 10 estados e DF, veja como usá-lo a favor do seu bolso

Geral

À meia-noite deste sábado começa mais um horário de verão, que vai até meia-noite de 18 de fevereiro do ano que vem. Os 125 dias desse período – quando os relógios deverão estar uma hora adiantados – terão mais horas de iluminação natural do sol. Com isso, grandes consumidores, como as indústrias, usarão menos energia artificial. O resultado esperado com a mudança é um ganho equivalente a R$ 147,5 milhões no sistema elétrico do país. Isso porque o uso da cara energia complementar gerada por termelétricas poderá ser evitado.

A economia esperada, no entanto, não se restringe às grandes empresas. O cidadão comum também pode contribuir e economizar significativamente – o consumo e, consequentemente, o valor da conta que paga.

Segundo o engenheiro eletricista da Divisão de Engenharia de Equipamentos e Linhas de Furnas, Alexandre Reis, sempre se consegue reduzir o consumo de energia elétrica em horários de pico nas empresas, mas esse consumo pode cair ainda mais com algumas medidas simples adotadas também nas residências. “Iluminação correta, mudança da posição do chuveiro elétrico de ‘inverno’ para ‘verão’ e substituição dos equipamentos antigos, que consomem mais energia, por outros mais modernos e econômicos já proporcionam resultados significativos na economia de energia elétrica.”

Em 2015, o horário de verão gerou economia de R$ 162 milhões, segundo o ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico). A redução representa 4,5% da demanda nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.horario-de-verao-comeca-no-domingo-em-10-estados-e-df-veja-como-usa-lo-a-favor-do-seu-bolso

 

Fonte: Metro Jornal