Estado Islâmico diz que Brasil é novo alvo de ataques, confirma Abin

Geral

Membro do grupo terrorista fez a ameaça pelo Twitter. Agência de Inteligência relata vulnerabilidades no revezamento da tocha olímpica

Uma semana após ocorrer os atentados de Paris, em novembro de 2015, o Estado Islâmico divulgou uma mensagem na internet afirmando que o Brasil seria o próximo país a receber os ataques do grupo terrorista. “Brasil, vocês são nosso próximo alvo. Podemos atacar esse país de merda”, escreveu Maxime Hauchard, 22 anos, um membro francês da organização que aparece em vídeos divulgados pelo Estado Islâmico decapitando sírios. A informação foi confirmada pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

A mensagem foi postada em uma conta no Twitter. “Monitoramos e percebemos que o perfil realmente era do Maxime, um dos líderes do Estado Islâmico. A partir do momento da postagem houve uma maior intensidade nos discursos de agressividade dos autoproclamados seguidores desse grupo terrorista no Brasil”, afirmou o diretor de Contraterrorismo da agência, Luiz Alberto Sallaberry, durante um evento no Rio de Janeiro. A participação do diretor foi publicada no site O Dia.

Mesmo a postagem tendo sido feita há quase cinco meses, o tema preocupa bastante as autoridades, principalmente por conta da proximidade da realização dos Jogos Olímpicos no Rio.

A Abin divulgou neste mês um relatório que mostra as vulnerabilidades existentes nas quase 300 cidades que receberão o revezamento da Tocha Olímpica. O documento foi repassado aos organizadores do evento e às autoridades responsáveis pela segurança do trajeto em cada região. As informações subsidiarão tomadas de ações preventivas e o planejamento operacional das forças de segurança e de defesa. A tocha sairá da Grécia e chegará a Brasília/DF no dia 3 de maio. O revezamento terá 90 dias de duração, envolvendo todos os estados.

Fonte: Metrópoles