Em encontro com blogueiros, Rollemberg defende seu governo

Geral

Os blogueiros de política do Distrito Federal se reuniram com o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, nesta terça-feira (20), no Palácio do Buriti. No cardápio, pão de queijo, mamão, melão, banana e, principalmente, a divulgação das ações do governo.

Rollemberg abriu a reunião explicando as medidas impopulares que foi obrigado a tomar no início de seu governo por causa da crise econômica nacional e local. “Tive que cortar secretarias para diminuir os gastos. Mesmo herdando uma dívida estratosférica, investimos em abastecimento de água mais que o governo Agnelo em apenas 1 ano e 9 meses de gestão”, afirmou o governador.

A implantação das Organizações Sociais (OSs) dominaram a reunião. Apesar dos questionamentos feitos pelos blogueiros, Rollemberg foi enfático na defesa das OSs: “É a única forma de aumentarmos o atendimento básico”. Para ele, modelos desastrosos em outras localidades não justificam a não realização no DF. “Em estados como Pernambuco e Goiás deram certo”, justificou.

Sobre as organizações serem propícias a práticas corruptíveis, o governador explicou: “A corrupção, infelizmente, pode acabar existindo em qualquer projeto com o passar do tempo. Não podemos descartar algo benéfico para a população por causa disso. Temos é que corrigir erros que porventura possam surgir, e a Justiça deve punir quem comete delitos”.

O chefe do Buriti ainda reafirmou a realização de concurso público para professores até o final do ano.

Lei dos 10%

O governo pediu a reunião com os blogueiros, coincidentemente, uma semana antes da audiência pública na Câmara Legislativa do DF, marcada para o dia 28, destinada a debater o gasto com publicidade pelos Poderes Públicos do Distrito Federal. Trata-se da Emenda à Lei Orgânica nº 74, que teve origem na proposta apresentada pela deputada distrital Luzia de Paula (PSB), a qual alterou o § 9º, do art. 149 da Lei Orgânica do Distrito Federal, passando a destinar, no mínimo, 10% dos recursos destinados à propaganda e publicidade da Administração Pública local para contratação de veículos alternativos de comunicação comunitária impressa, falada, televisada e on-line.

Após o encontro com Rollemberg, os blogueiros participaram de outra reunião com a deputada Luzia, na sala de comissões da CLDF, visando tratar sobre os preparativos da audiência.

Mesmo sendo uma fiel correligionária de Rollemberg, a parlamentar não abre mão de verificar se a lei dos 10%, a menina de seus olhos, vem sendo cumprida pelos poderes executivo e legislativo. Além disso, a audiência deve abordar outros assuntos, como o relacionamento das agências de publicidade com os profissionais da mídia alternativa.

Polêmica descartada

Em nenhum momento, o governador entrou no mérito das polêmicas relativas aos blogs, que marcaram o início de seu mandato, quando, sem dar nomes, a classe foi chamada de “máfia” pelo então chefe da Casa Civil, Hélio Doyle, gerando a ira de vários profissionais.  Rollemberg preferiu se ater só às realizações de seu governo e a responder as perguntas feitas pelos blogueiros, sem entrar no assunto.

Abertura

Nos últimos meses, o governo vem dialogando bastante com os meios alternativos de comunicação, através das associações e movimentos que representam a categoria. Essa abertura se deve ao esforço concentrado do secretário de Comunicação Social, Luciano Suassuna, que trabalhou no portal IG, e reconhece a importância do jornalismo digital para a cidade.

Hábito comum

Encontros com blogueiros ocorrem em todo o país nos últimos oito anos. Presidentes, governadores e parlamentares sempre convocam a categoria para falar de seus trabalhos, ou quando querem apresentar algum material inédito, assim como acontece nas coletivas de imprensa com a grande mídia.

 

Informações: Blog do Fred Lima