Em Águas Lindas, grávidas atendidas pelo Programa Bolsa Família continuam recebendo repelentes nas Unidades Básicas de Saúde

Geral

A Prefeitura de Águas Lindas de Goiás continua realizando a distribuição de repelentes para as gestantes beneficiárias do Programa Bolsa Família. As grávidas cadastradas estão recebendo o produto nos postos de saúde mais próximos de suas residências. A ação faz parte do programa de prevenção e proteção individual de grávidas contra o mosquito Aedes aegypti.

O repelente é considerado uma ferramenta importante para a prevenção da síndrome congênita provocada pelo vírus Zika. Uma análise feita pelo Ministério da Saúde no ano passado mostrou que a taxa de prevalência de bebês com microcefalia era maior entre mães na faixa etária até 24 anos, de cor negra e com até sete anos de escolaridade.

A distribuição de repelentes começou pela Unidade Básica de Saúde (UBS) do Pérola e atenderá, integralmente, a rede municipal de Atenção Básica a Saúde. Segundo o coordenador de Vigilância e Saúde, Euder Vieira, nesta primeira etapa cerca de 1 mil gestantes serão atendidas em todo o município.

Para o prefeito Hildo do Candango, o uso do repelente reforça a proteção das gestantes contra o mosquito, pois elas correm o risco de ser afetadas pelo vírus Zika, que pode gerar microcefalia nos bebês. No entanto, esta não deve ser a única maneira para evitar a transmissão da doença, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde.

É importante que as gestantes também adotem medidas para reduzir a presença do mosquito transmissor da doença, como eliminar os possíveis criadouros em sua residência, manter as portas e janelas fechadas ou teladas, usar calça e camisa de manga comprida, além de utilizar os repelentes permitidos para gestantes.