DF: Governo amplia atendimento em 14 unidades básicas de saúde

Geral

Locais, em seis regiões, funcionam das 7 às 19 horas e abrem aos sábados. Maria Salverina Rodrigues é uma das beneficiadas com a mudança em Ceilândia

Era mais de meio-dia quando Maria Salverina Rodrigues, de 63 anos, passava pelos corredores para tomar a medicação e voltar à consulta de rotina na unidade básica de saúde (UBS) 9 de Ceilândia. Desde junho, o espaço não interrompe o atendimento de meio-dia às 13 horas, além de fechar uma hora mais tarde e abrir aos sábados.

Para o diretor de Atenção Primária da Região Oeste, Luís Henrique Mota, a ampliação do horário de funcionamento representa mais acesso da comunidade aos serviços de saúde. “Antes a abertura era às 7 horas, e o fechamento, às 18 horas, com uma dificuldade muito grande na hora do almoço.”

Além de atender ininterruptamente das 7 as 19 horas nos dias úteis, a unidade abre aos sábados das 7 horas ao meio-dia. “Fica muito mais fácil, por exemplo, para um pai ou uma mãe que precisa trabalhar e não tem tempo durante a semana”, avalia o diretor.

A UBS 9 de Ceilândia foi a primeira, mas outras 13 unidades básicas tiveram ampliação no horário. Elas estão em Águas Claras (1), Planaltina (1), Recanto das Emas (2), Samambaia (7) e Sobradinho (2).

Novidade que agradou a Maria das Dores Neres, de 74 anos, também paciente em Ceilândia. Ela estava sem consulta marcada, mas não precisou voltar para casa enquanto esperava sua vez. “Antes se você não madrugasse, não era atendido”, desabafa. Para ela, o processo ainda precisa ser aperfeiçoado, porém já está melhor.

Outras cinco UBS devem ampliar o horário em Ceilândia até o fim de 2017
Em Ceilândia, apenas a UBS 9 ampliou o funcionamento. O espaço foi escolhido devido à quantidade de equipes e às características delas.

No entanto, a Diretoria de Atenção Primária da região já se organiza para, no mês que vem, estender o benefício às UBS 7 e 11. Em outubro, a previsão é que a unidade básica de saúde 2 também adote os novos horários.

Duas unidades (6 e 12) que estão em transição do antigo modelo para a Estratégia Saúde da Família terão o atendimento ampliado depois da conversão. A expectativa é que isso ocorra até o fim do ano. Ceilândia, então, totalizará seis UBS com mais horas de funcionamento.

Mudança no horário faz parte da nova política de atenção primária

A alteração nos horários de funcionamento das unidades básicas de saúde faz parte da nova política de atenção primária do DF, que determina que todas funcionem com equipes da Estratégia Saúde da Família. O processo ocorre em paralelo à conversão do antigo modelo para a estratégia.

Portaria nº 78, de 2017, prevê que unidades classificadas como tipo 2, ou seja, tenham mais de três equipes de saúde da família, ampliem o horário de atendimento.

Em Ceilândia, por exemplo, 12 das 15 UBS existentes são ou estão se configurando para serem tipo 2. Exceto as unidades 13, 14 e 15, que se classificam como tipo 1, com até três equipes.