Como cuidar da saúde das pernas? Especialista dá dicas sobre o tema

Geral

Você já parou para pensar em como nos esquecemos de cuidar das pernas? Este esquecimento tem trazido diversos problemas para homens e principalmente para as mulheres. Não é preciso dizer que estamos falando das varizes, estrias, celulites e outros problemas que provocam desconforto e comprometem o visual (e às vezes até o bem-estar) das pernas femininas.

Segundo o Cirurgião Vascular com atuação em Flebologia Estética, Daniel Alexandrino, ter pernas bonitas é algo que depende de alguns fatores. “Uma perna bonita é uma perna sem vasos, inchaços ou tromboses, ou seja, sem aquilo que pode comprometê-la esteticamente. Temos mais ou menos, 35% de toda população geral com problemas de varizes, deste quantitativo, temos 1 homem para cada 2 mulheres”, destaca.

A procura tardia agrava os casos. “O pior é que as mulheres só procuram cuidar do problema quando ele já está num estágio avançado, o que é um grande erro”, diz o médico.

Daniel Alexandrino – Cirurgião Vascular com atuação em Flebologia Estética

O que devo fazer para ter belas pernas? O especialista explica!

O PRIMEIRO PASSO É, O CHECK-UP ANGIOLÓGICO. “Os pacientes tem muita pré-disposição em fazer o check-up com endocrinologistas, cardiologistas e outros especialistas. Porém, deixam a desejar quanto ao acompanhamento com o cirurgião vascular.”

O SEGUNDO PASSO É, A ATIVIDADE FÍSICA. “A musculatura da panturrilha é chamada de 2º coração do corpo. A caminhada, a corrida, a atividade física em geral, sobretudo as que não levam ao impacto intenso, funcionam como uma bomba que ejeta o sangue do pé até o coração. Atenção! A obesidade e a gordura abdominal funcionam como um obstáculo dificultando o retorno do sangue dos membros inferiores de volta à circulação central (coração).”

O TERCEIRO PASSO É, EVITAR O CIGARRO. “As pessoas que fazem o uso de pelo menos quatro cigarros ao dia, já possuem uma pré-disposição a ter formação de varizes. O tabagismo causa a fragilidade dos vasos e favorece a dilatação dos mesmos. Ele destrói substâncias como o colágeno levando a flacidez dos vasos, da pele, e associado à utilização de anticoncepcionais (hormônios), pode causar outro problema bastante preocupante, a Trombose Venosa.”

Cuidados
Queixas como: inchaços; cansaço e dores nas pernas mais evidentes no final da tarde; mudança na cor da pele; próximo ao tornozelo; câimbras; e queimações nas pernas são sinais e sintomas clínicos de que algo não está bem com a circulação venosa. A orientação é procurar o cirurgião vascular imediatamente.

Da redação