Blocos Tradicionais aguardam definição do GDF para desfile do Carnaval de Rua

Geral

A Liga dos Blocos Tradicionais que é composta por 08 blocos (Pacotão, Galinho de Brasília, Mamãe Taguá, Asé Dudu, O Menino da Ceilândia, Bloco dos Raparigueiros, Baratona e Baratinha) se reuniu na última quarta-feira (04/02), no período da noite, para decidir a não realização do carnaval, caso  o GDF não repasse recursos para os desfiles.

 

Atualmente, o carnaval de rua vem crescendo de forma significativa, e está entre o 4° e o 5° melhor do País. Além disso, os desfiles dos Blocos Tradicionais ano passado reuniu mais de 1 milhão de pessoas, gerando lucros e aquecendo a economia com vendas de bebidas, alimentação, custeios em hotéis e na confecção de fantasias diversas entre outros segmentos da cadeia produtiva da economia.

De acordo com Jorge Cimas, presidente da Liga, com o valor liberado de 750 mil para contratação de estruturas via Lic ( Lei de Incentivo da Cultura ), no qual esse valor não cobre totalmente as despesas com estruturas para dar conforto e mais tranquilidade aos foliões  e aos Blocos Tradicionais, que já desfilam há mais de 39 anos na nossa Cidade. Outra coisa importante é a contratação de mais de 3 mil profissionais que são: artistas, músicos, bandas; orquestras; passistas; manipuladores de bonecos gigantes; monitores para as crianças; produtores culturais; coordenadores;locutores; apresentadores; djs musicais; cordeiros; e equipe de apoio. E, ainda, destinar um valor para alimentação, transporte e para confecção de fantasias, entre outros serviços.  “Até o momento não temos recursos para arcar com os desfiles, esses que terão mais de 24 apresentações oficiais”, informou.

Desde 2015, não tem sido possível a realização na íntegra dos projetos carnavalescos da Liga dos Blocos Tradicionais. Isso por falta de recursos tanto da iniciativa pública e privada. Com isso, gerando prejuízo para os organizadores do Blocos no fim das comemorações. “Diante disso, está decidido que se não tivermos liberação de valores suficientes pelo Governo de Brasília, para fazermos um desfile de qualidade e com bons resultados finais, os blocos não vão desfilar,” finalizou Jorge Cimas.

 Mais informações:

Jorge Cimas Santos

Presidente da LCTBBT

 Fones: (61) 98425-4159 /98131-1647

E-mail: mamaetagua@gmail.com