50% dos profissionais brasileiros afirmam que flexibilidade é fundamental para a escolha de um novo emprego

Geral

Empresa de coworking, que inaugurou seu primeiro espaço no Brasil em junho deste ano, apresenta estudo que mostra o cenário das jornadas flexíveis

é uma empresa de ambientes flexíveis de trabalho, que atua em 19 países e acaba de inaugurar seu primeiro espaço no Brasil. Paralelamente à preparação para a chegada ao país, a empresa realizou a pesquisa Trends in Flexible Working (Tendências em Trabalhos Flexíveis), voltada para tendências do trabalho remoto e versátil. Dentre as constatações, o estudo mostra que 50% dos profissionais brasileiros afirmam que priorizam empresas que oferecem jornada de trabalho flexível, a média global desse índice está em 63%.

O estudo também apurou a expectativa de crescimento para o setor, apontando que 66% das empresas em todo o mundo esperam aumento na demanda por espaços de trabalho flexível (espaços de coworking, business lounges, escritórios de curto prazo), projeção que salta para 81% no Brasil. “Nos últimos anos vemos a ideia de economia compartilhada ganhar muita força, tanto globalmente quanto por aqui. O universo do trabalho não fica aquém dessa tendência e vemos que flexibilização das jornadas e a opção do trabalho remoto tem ganhado terreno. Nesse contexto, o Spaces chega para reinventar o conceito de ambientes de trabalho compartilhados e trabalho flexível no Brasil”, conta Otavio Cavalcanti, diretor do Spaces no Brasil.

Quanto a esse crescimento no mercado brasileiro, 69% dos entrevistados veem que o principal motivador para a flexibilização são empresas que desejam reduzir os custos com escritório, 60% acreditam que o aumento será devido a colaboradores que procuram trabalhar remotamente ou que exigem trabalhar mais perto de casa (52%). Para Cavalcanti, ambientes flexíveis de trabalho também são muito benéficos para o networking entre empresas. “Em um ambiente de coworking, por exemplo, forma-se uma comunidade de profissionais de diferentes áreas, que podem trazer visões múltiplas e agregarem positivamente uns aos outros, fazendo com que essa cadeia cresça como um todo”.

Entretanto, a pesquisa aponta que os gestores pensam de maneira diferente sobre flexibilidade no ambiente de trabalho quando o assunto é o que eles acreditam que seus times irão demandar versus o que eles estão mais inclinados a oferecer:

 

E quando se trata de tecnologia – item mais que fundamental quando se pensa em trabalho remoto -, Dropbox e Google Drive despontam como os recursos mais usados pelos brasileiros (68%), seguidos de videoconferência e acesso remoto ao servidor, com 46% e 37% respectivamente.

 

Trends in Flexible Working

O estudo foi realizado pelo Spaces, com 20 mil profissionais em todo o mundo, sendo 900 profissionais do Brasil, de diversos setores: consultoria e serviços, utilities, tecnologia, entre outros.

 

Sobre o Spaces

O Spaces oferece um ambiente de trabalho inspirador para profissionais e empresas em crescimento. Ao lado de seus escritórios, as pessoas poderão encontrar outros associados e utilizar mesas de reunião que as ajudarão a pensar, criar e interagir com pessoas com a mesma mentalidade. O Spaces tem o objetivo de promover um clima inspiracional, com um espírito empreendedor, onde as ideias surgem, as empresas crescem e relacionamentos de valor são construídos.

O Spaces já está presente na Europa, Estados Unidos, América Latina, Austrália e Ásia. Outras expansões estão previstas para esses continentes durante o próximo ano.

Para mais informações, acesse www.spacesworks.com